/ Rua do Tejo | Rebelva

/ Ano: 2016

/ Área: 75,55 m2

/ Fotografia: Inês Subtil

Pretendia-se a remodelação de um apartamento, que outrora servia como casa de férias, através da criação de espaços com uma linha contemporânea, tanto nos novos materiais e na sua conjugação com os existentes, como na organização espacial.

A primeira premissa constava em aumentar a área da sala e camuflar a cozinha, com o objectivo de conceber um espaço único e versátil, na sua vivência e utilização.

Neste sentido, demoliu-se a parede que separava a sala da cozinha, sendo esta última ocultada num armário, o qual possui todos os equipamentos e zonas necessárias à confecção – podendo estar totalmente aberto ou fechado -, libertando o resto do espaço para sala de estar e jantar.

Para aumentar, ainda mais, esta área e potenciar a luz natural, que os grandes vãos proporcionam, aboliu-se a antiga marquise e demoliu-se a parede que separava cozinha e sala, do hall de entrada. Neste caso, esse plano foi substituído por um ripado de madeira que permite a existência de transparência entre os espaços e a passagem de luz, criando, em simultâneo, uma certa privacidade.

A tipologia T3 manteve-se, contudo a instalação sanitária, com maior área, foi transformada em duas, com a redução do corredor, sendo a outra, mais pequena, transformada num closet de apoio aos quartos.

A proposta resultou numa combinação entre passado e presente, onde alguns materiais existentes, como o pavimento em tábua de madeira, assim como as portas e puxadores, se combinam com os novos materiais introduzidos.